Hiper Badotti 93017
AM Turismo
Cimadon Informática
Badotti Topo
Covid 2 98868
Menu 2020

Notícias

Home >Notícias >Tecendo Palavras

Luciane Marangon Della Flora Visualizações: 5412

Tecendo Palavras

Tecendo Palavras

Desistência

Cair, levantar, seguir sempre em frente, ganhando equilíbrio, assim aprendemos andar.

Quando crianças não tínhamos clareza que as quedas e as ascensões fariam parte da nossa existência. Tivemos joelhos ralados e lágrimas derramadas, mas o simples fato de alcançarmos aquilo que tanto sonhamos sempre foi motivo para persistir.

Assim, crescemos e seguimos em busca de nossos sonhos. De pessoa em pessoa que encontramos fomos nos moldando e, aos poucos, nos colocando próximos ao que nos fazia sentir bem.

Certamente, em determinado momento, vivemos amores fajutos, tivemos sofrimentos sequentes, trabalhos sem sucesso. As dificuldades são certas. Aos tombos e levantes, fomos assim vivendo.

Há, porém, em todo cair, um risco eminente a desistência. Quem nunca abandonou um sonho? Abandonou um trabalho? Abandonou um amor? É assim que abandonados em certas situações da vida, tantos cansam de levantar-se, seguindo aos rastejos pelas esquinas, por vezes sem eira, nem beira, machucados à ferro, sem encontrar motivos para sonhar.

Experimente, vez ou outra, perguntar a uma criança qual é o seu sonho e verá em seus olhos a vontade de voar. A criança então cresce, cai e, sem incentivo positivo, tantas vezes não levanta e sabe lá onde, ferida, irá se apoiar. Antes que julgue seus atos, é importante perceber o que a feriu.

Desse modo, entre passos e percalços quem nunca desistiu? Coração frio, sem sentimento, mesmo que ande, tantas vezes sangra por dentro. Entre linhas um tanto poéticas, os passos da vida adulta não são como da infância e desistências ocorrem quando nos falta o que amar. Se não sabe o que fazer, se não se sente valorizado, a desistência, após cair virá no lugar do seu levantar.

O futuro incerto, em um mundo que julga, por vezes dói e não nos traz prosperidade. Um pouco mais de empatia, colocar-se no lugar do outro, talvez resultasse em um mundo menos doente e depressivo.

E, hoje, que está a pensar? Em que lugar você está? Vais desistir ou levantar? A única coisa que sabemos é que um sonho cultivado, sempre ajuda continuar.

Publicidades

Sulcredi Interno
Chofer 46 noticias
Churrascaria Deck – Bom Jesus Interno
Dentista Visoli Bom Jesus – Interno
Vincenski – Divisórias BJ Interno
Refazenda – Interno
Becks Calçados – Interno
Funerária Giroletta
LisaFarma Interno
Barbearia Cesar – Joi Interno
AE Interno
Academia Matheus Deap Interno
Aroma de Café – Maicon Imbes (interno)
Leomar persianas Interno
For boys rodapé
Reana central