Cimadon Informática 103866
22/07/2021 às 06:39
Visualizações: 3630

Quirera Gourmet – 22/07/2021

Quirera Gourmet
Por: Romeu Scirea Filho
MAD Burguer Xanxerê 137153

Dia do Amigo

Todo dia é dia de alguém, ou de alguma coisa e terça-feira, 20 de julho, foi dia do Amigo. Mas nas redes sociais descobri isso só de tardinha. E lembrei que tenho muita facilidade em fazer amigos. Já para desmanchar amizades, não muito…E a amizade é uma magia. E não só isso. É sentimento, amor, prática, costume, traço humano cultural universal, poliglota e acima de ideologias e religiões. Amizade tem linguagem própria e vocabulário infinito. E Amizade é um barato que “dá em qualquer tipo de gente” – até em pessoas preconceituosas, fascistas, nazistas e racistas ou que não gostam de gays, ou de mulheres. Até inimigos, às vezes, viram amigos. E vice-versa.

Sintonia

Se somos seres gregários – que se reúnem em grupos – isso é por conta dessa tal amizade, que possui uma infinidade de modelitos, tamanhos, formas e funções. Há amizades por puro interesse e por interesse algum. Tem amizades por afinidades, por preferências e até por indiferenças iguais. Amizade requer alguma sintonia, coincidências de simpatias e opções, clubes de futebol, comidas e partidos políticos, ou ideologias. Amizade é de andar junto, de lutar lado a lado, somar forças, ser leal e partícipe de lutas, projetos, metas, utopias e sonhos!

Árvore e Raiz

Vai daí que hoje essa nova ou aquela velha amizade – igual ao que já acontece há séculos – tem caras e bocas diferentes do que sempre teve. E sempre se renova e sempre será assim. Amizade é sem dúvidas marca única – e a maior das características – da civilização humana. Dos animais racionais pode ser chamada de suprassumo de todas as suas características, a linha que costura o tecido social, que fortalece e potencializa grupamentos de pessoas, clãs ou tribos. É a raiz da sempre enaltecida, santificada e glorificada Família….

Inimizades

A Família é o fruto mais rico e valoroso da árvore da amizade, mesmo que em muitos irmãos a amizade fique de fora, ou vire inimizade. E a inimizade é a raiz das guerras – o polo oposto à amizade. Mas mesmo com as guerras, a raça humana não conseguiu acabar com as amizades, porque sabe: Sem amizades, o caminho acaba logo ali, é o fim de tudo e de todos! Tem amizades para todos os gostos. E também porque sem amizades estaríamos falando sozinhos. Ou com as paredes! Daí a amizade por interesse. E tem ainda as famosas más amizades, maiores inimigas de mães e pais zelosos com o futuro dos filhos…

Para Todos

Há amizades que requerem tratamento especial. Umas exigem atendimento e atenção diários; outras rolam melhor se os amigos evitarem falar de temas polêmicos. Ou ficarem longe, periodicamente, por alguns dias ou meses. E há as que funcionam melhor à distância, são as amizades explosivas, se ficarem por algum tempo muito próximas geram atritos – e acabam detonando tempestades, ou temporais de verão. Amizades são coisas sérias, porém os amigos – ainda bem – nem sempre são sérios… e a perfeição é uma meta defendida pelo goleiro, que joga na seleção! E cada amigo requer um tipo de amizade, mas todos são amigos!

Licenças

Rir – de tudo e de todos, inclusive e principalmente de nós mesmos, talvez seja o melhor lucro gerados pelas amizades. Lembrar passagens heroicas, ou bizarras, ou vergonhosas ou estapafúrdia, vividas com amigos, é um dos meus esportes preferidos – quando se trata de manter o bom humor em forma! As amizades nos brindam com ‘licenças poéticas’ onde nos permitimos liberdades, com amigos de longa data, geralmente, que não nos permitimos com nenhuma outra pessoa, mesmo da família – onde quase sempre temos limites a respeitar.

Eternos

Alguns amigos, mesmo que discordemos deles em vários assuntos, posicionamentos e opiniões, na verdade já possuem o status de amigos eternos, tipo um selo de qualidade. Com estes não conseguimos – mesmo se quisermos – deixar de ser amigos. Podemos andar distantes, e volta e meia até “olhar meio atravessado”. Mas lá no fundo do baú construímos e vivemos capítulos, ou livros de belas histórias, inesquecíveis, ou hilárias, ou gloriosas, que cimentaram, fundiram essas amizades. Histórias que iremos contar para os netos, ou para quem gostar de ouvir histórias dos mais velhos!

Manezinhos

Uma das marcas que me levaram a gostar, muito, de Florianópolis logo nos primeiros dias em que passei a morar lá, em 1975, foi a amizade. Em menos de um mês morando e estudando lá – lembro que fiz essa constatação, feliz da vida – eu já fizera mais amizades do que tinha feito em Curitiba nos cinco anos em que vivi lá. O povo ilhéu – mais ainda daquele tempo, era muito acolhedor, tratava bem os “forasteiros”. Algo inexistente em Curitiba, lugar onde éramos apenas uns desagradáveis “catarinas”. E era difícil fazer amizades. Dizem que povos que vivem em frente ao mar são mais amistosos, e os “manezinhos da ilha” com certeza são!

A Peste

Ultimamente andei me estranhando com alguns amigos, … por conta de suas opções e posicionamentos políticos e ideológicos. E, para preservar irretocáveis amizades, convivência e principalmente sintonia, me afastei um pouco, aproveitando também a necessária e recomendável prática de ficar em casa – precaução valiosa em tempos de Pandemia. Ou de peste! Mas nada é definitivo, nem radical. E além da Pandemia também tenho outro argumento: Depois de certa idade (dos 65, eu decretei!) a gente “ficamos” mais intransigentes, ou menos tolerante – mesmo se policiando.

Fascismo, Não!

Decidi, com ano e meio de pós peste, que a Democracia eu continuo a defender e exercitar, sempre! Mas também resolvi que Fascismo, eu… combato e vou combater sempre! Com todas as armas que dispor, no momento! Não tem como me sentir bem sentado à mesa com “meu amigo fascista”…. Acredito que não vou perder amigos e que eles vão acordar, que isso é um pesadelo deles.. O fato é que defender o “desgoverno que nos assola” é para mim inaceitável, intolerável e, em se tratando de velhos amigos, inacreditável! Decepcionante! Aí saquei da velha licença poética para lembrar que não existe perfeição! E que é melhor dar um tempo, manter distância, antes que os atritos acabem gerando alguma explosão mais séria. Amizade, boas amizades, tem disso também. Preservar, para não chegar ao ponto de querer jogar tudo fora…

Imobiliária Fabiano Santos 137876

Últimas notícias

Portal Ronda Policial

CNPJ: 26.383.651/0001-00
Rua Victor Konder, 1005
Centro Comercial Chaplin - Xanxere/SC
CEP: 89820-000

Dados de contato

(49) 9 8852-5789 - Direção
(49) 9 9154-7405 - Xanxerê
(49) 9 9934-5537 - Bom Jesus
rondapolicial@rondapolicial.net.br