Perfetto Café 101595
04/11/2016 às 06:29
Visualizações: 8229

Empresa de Chapecó é indiciada pela DIC por envolvimento em fraudes de licitações

Chapecó São Miguel do Oeste
Anuncie No Ronda 104198

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) concluiu na quinta-feira (3), dois inquéritos policiais que apuravam fraudes em licitações praticados na gestão municipal de 2012, na cidade de São Miguel do Oeste. De acordo com os autos dos processos, ficou comprovado que o então secretário de Infraestrutura daquela cidade, era sócio de uma empresa que contratou 637 horas máquinas com o poder público. Todas as contratações foram feitas com dispensa de licitação, fundamentadas em um Decreto de Emergência, em razão de estiagem, e ultrapassaram R$ 111 mil. O mesmo ocorreu ainda com uma segunda empresa onde o mesmo secretário também era sócio. Já o segundo inquérito também indicou que o mesmo ex-secretario teria além de praticado fraudes em licitação, cometido o crime de falsidade ideológica, no qual ele havia solicitado no espaço de 10 dias do mês de janeiro de 2012,duas licitações para concerto de escavadeira hidráulica. Para a polícia, ficou constatado que neste ambas as empresas vencedoras já estavam previamente acertas (acordadas), para realizar o serviço. Uma das empresas sediadas na cidade de Chapecó, realizou a análise das peças a serem substituídas e foi a única participante da licitação que totalizou mais de R$ 104 mil. Enquanto isso, uma segunda empresa da cidade de São Miguel do Oeste, ganhou outra licitação, porém o procedimento no entendimento da polícia, foi feito apenas para “esquentar”  o processo realizado anteriormente, sendo que boa parte das peças licitadas para a maquina, se quer foram trocadas, sendo que para realizar o serviço de orçamento a despesa girava em torno de apenas R$ 10 mil, compreendendo (montagem e desmontagem da máquina). Entretanto, o secretario pelo apurado no inquérito, certificou a realização de todos os serviços nas notas fiscais de ambas as licitações, inserindo declaração de falsa prestação dos serviços, autorizando o pagamento das empresas. Tanto o ex-secretario, como o dono da empresa chapecoense foram indiciados e responderão ao processo. Já o dono da empresa do extremo-oeste não foi indiciado, pois já é falecido.

Anuncie No Ronda 104198

Últimas notícias

Portal Ronda Policial

CNPJ: 26.383.651/0001-00
Rua Victor Konder, 1005
Centro Comercial Chaplin - Xanxere/SC
CEP: 89820-000

Dados de contato

(49) 9 8852-5789 - Direção
(49) 9 9154-7405 - Xanxerê
(49) 9 9934-5537 - Bom Jesus
rondapolicial@rondapolicial.net.br